O Conteudo deste site requer a ultima versao do flahs player.

Get Adobe Flash player

Notícias

11/08/2015
Imagem: Jesuino Souza, SXC

As unidades produtoras do Centro-Sul do Brasil processaram, juntas, 49,44 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na segunda metade de julho, forte alta de 37,35% no comparativo com as 35,99 milhões de toneladas moídas na mesma quinzena de 2014. Foi o que mostrou o balanço de safra divulgado nesta segunda-feira (10) pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar - Unica.

O aumento da moagem é reflexo do clima mais seco, que favoreceu a colheita. Com isso, no acumulado desde o início da atual safra até 1º de agosto, o volume processado de matéria-prima alcançou 279,37 milhões de toneladas. Quase os 280,38 milhões de toneladas registradas até a mesma data da safra 2014/2015.

Apesar da recuperação da moagem nos últimos dias de julho, a proporção de matéria-prima direcionada à fabricação de açúcar permanece abaixo do índice registrado na safra passada. Na última quinzena de julho de 2015, essa proporção atingiu 43,93%, contra 46,23% verificados no mesmo período de 2014.

A produção de açúcar somou 2,79 milhões de toneladas na última metade do mês. O destaque é para o volume produzido de etanol: 2,19 bilhões de litros (891,4 milhões de litros de etanol anidro e 1,3 bilhão de litros de etanol hidratado), aumento de 37,07% sobre os 1,6 bilhão de litros fabricados na mesma quinzena de 2014.

No acumulado desde o início da safra 2015/2016 até 1º de agosto, a produção de etanol totalizou 12,17 bilhões de litros, dos quais 4,28 bilhões de litros referem-se ao etanol anidro e 7,89 bilhões de litros ao etanol hidratado, uma alta de 2,60% no comparativo com o mesmo período do último ano.

A produção acumulada de açúcar continua aquém daquela observada na safra anterior: 13,5 milhões de toneladas em 2015, contra 15,13 milhões de toneladas apuradas até 1º de agosto de 2014.

"Apesar da moagem da atual safra estar emparelhada com aquela do último ano, a produção de açúcar segue defasada em mais de 1,5 milhão de toneladas. Atualmente, o comportamento da produção tem sido impulsionado pela necessidade de gerar caixa por boa parte das unidades, com prioridade para a fabricação de etanol hidratado", explicou o diretor executivo da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.

ATR
A quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de matéria-prima totalizou 134,83 kg na segunda metade de julho, número ainda inferior em 4,48% ao observado na mesma quinzena de 2014. No acumulado desde o início da safra 2015/2016 até 1º de agosto, o teor de ATR alcançou 124,66 kg por tonelada, redução de 3,2% sobre igual período do último ano.

home | institucional | equipamentos | serviços | clientes | notÍcias | contato